Nav icon
what-else-mag-cultura-musica-10-artistas-2017-cover
Cult +

10 Artistas Para Ficar de Olho em 2017

Postado por Alisson Prando / 8 January, 2017

Novo ano, novos artistas: é isso que a What Else Mag pretende mostrar nessa lista, feita especialmente com artistas e músicos que lançarão novos projetos em 2017 e prometem dominar festivais, paradas musicais e em vendas.

DUA LIPA

Modelo, compositora e cantora, aos 21 anos, Dua Lipa lançará seu debut no começo de 2017, e a espera é gigantesca. Inspirada pelo estilo dos sintetizadores noventistas, a artista londrina faz um dark pop de extrema qualidade. Fã de Nelly Furtado, P!nk e Christina Aguilera, seus primeiros singles ‘Blow Your Mind’ e ‘Hotter Than Hell’ demonstram apoio a comunidade LGBTQIA.

 

SEVDALIZA

A holandesa Sevdaliza, 27 anos, é tudo aquilo que um amante de música indie precisa: combina trap music, com música minimalista, tem estética pós-Gaga e videoclipes simplesmente deslumbrantes. Seu EP de estreia, ‘The Suspended Kid’, apresentou músicas como ‘Sirens of the Caspian’ e ‘That Other Girl’, recheadas de experimentalismos eletrônicos. A artista é inspirada por artistas como Kanye West e James Blake.

 

SOPHIE

De origem escocesa, o produtor SOPHIE, 30 anos, foi capaz de virar a cabeça de ninguém menos que Madonna e Charli XCX: foi ele o responsável pela sonoridade plástica pop feitas em singles como ‘Bitch, I’m Madonna’ e ‘Vroom Vroom’. SOPHIE produz com instrumentos como Monomachine e cria sons de látex, bexigas e balões, bolhas, metais, plásticos e elásticos. Outras características de suas produções são vocais extremamente alterados, a ponto de soarem artificiais. É considerado o mestre da PC Music. Seu debut ‘Product’ chamou atenção da crítica, mas é em 2017 que ele vai dominar as paradas musicais.

 

LOLAWOLF

Radicados em Brooklyn, Lolawolf é formada por Zoë Kravitz, Jimmy Giannopoulos e James Levy. Depois de dar suporte as turnês de Lily Allen e Miley Cyrus, a banda é um dos maiores destaques de 2017. Sua estética pós-punk bebe na cena do bairro de onde surgiram em New York e eles gravam boa parte de suas músicas em hotéis, usando instrumentos analógicos.

 

LAY

Em 2016, Lay e Don lançaram um hit pronto para o verão: ‘Chapei’, produzida por Leo Grijó, soa como uma versão brasileira de ‘Work’ de Rihanna e Drake. Em 2017, a talentosa Lay planeja dominar o Brasil com sua estética que exala poder e independência feminina. Natural de Osasco, Lay é toda noventista e inspirada por girl power, estética thug e Spice Girls. Tem tudo para bombar em 2017.

 

KAROL CONKÁ

Apesar de emplacar diversas músicas nas paradas nos últimos anos, a dona de ‘Tombei’, ‘Lista VIP’ e ‘Maracutaia’ adiou o lançamento de seu próximo disco para o ano que vem, o motivo é que ela quer que ele seja o mais perfeito possível para seus fãs. Com letras de empoderamento feminino, o próximo registro de inéditas de Karol Conká promete eleva-la ao topo dos artistas POP brasileiros – cheia de ousadia, o repertório incluirá uma música onde ela ironiza homens que não sabem fazer sexo oral: “Mal sabe a diferença de um clitóris prum ovário, dedilham ao contrário, egoístas criando um orgasmo imaginário”.

 

AURORA

Mencionada por Katy Perry no Twitter, Aurora tem origem norueguesa e desde cedo foi influenciada pelos seus pais a seguir carreira artística. Aos 20 anos, ela se apresentou em alguns programas de televisão europeus e em 2017 com certeza se destacará na América. AURORA produz um electropop suave, feito especialmente para aqueles ouvintes que gostam de sons como Sia ou Birdy. Seu EP de estreia, ‘Running With The Wolves’ chamou bastante atenção da crítica.

 

SOFT HAIR

Formado por Sam Dust, do Late of the Pier e LA Priest, e Connan Mockasin, Soft Hair é um duo interessante da música indie da Nova Zelândia. A banda produz um dreampop/nightmarepop provocativo e andrógino. Sam e Connan são amigos desde 2009, quando ele abriu uma turnê do Late of the Pier. Desde então, os dois vem produzindo música e recentemente lançaram 8 faixas pelo Spotify.

 

SZA

De New Jersey, SZA, nome artístico de Solána Rowe, 26 anos, exala feminismo e empoderamento negro. Influenciada por uma gama de artistas, como Billie Holiday, Red Hot Chilli Peppers, Björk e Jamioquai, ela também é influenciada pelo cinema de Spike Lee, ginastas e patinadores de gelo e pintores. SZA começou sua carreira em 2011, e desde então, fez um remix com 50 Cent e também foi ato de abertura de uma turnê de Little Dragon. Seu primeiro álbum ‘A’, será lançado no ano que vem e promete ser um dos grandes destaques do ano.

 

PRINCESS NOKIA

Nascida em New York, Princess Nokia é alterego da afro-americana Destiny Nicole Frasqueri, 24 anos. Na ativa desde 2010, quando lançou música com o nome de Wavy Space, é em 2017 que Princess Nokia pretende mostrar a que veio. O projeto Princess Nokia pretende ser multidimensional, com influência de Hip Hop, Game of Thrones, cultura queer e sexualidade. Até a data, Princess Nokia tem duas mixtapes lançadas e um EP, lançado em setembro.

O que você achou?