Nav icon
feiras itinerantes
Manual

7 Feiras Itinerantes em São Paulo Que Você Precisa Conhecer

Postado por Rodolfo Vieira / 22 March, 2019

Um roteiro único de compras e experiências para aproveitar o melhor do artesanato que a cidade pode oferecer

De uns tempos pra cá, São Paulo testemunhou muitos de seus espaços públicos emergirem no cenário comercial de uma metrópole saturada de shoppings ou espaços privados que não mais representavam o consumidor atual. O motivo? O crescimento das feiras itinerantes, que se espalharam por museus, praças, parques e até locais construídos justamente para tais empreendimentos ao redor da cidade – e o que não falta é justificativa para essa mudança de comportamento.

feiras itinerantes

Edição de Maio de 2018 do Mercado Manual no Museu da Casa Brasileira (MCB)

Com a proposta de trazer o melhor da cultura do feito à mão incorporada aos produtos que vão desde moda, arte, beleza e bem estar, design, decoração até a gastronomia, o trabalho artesanal autoral dos artesãos e jovens empreendedores passaram a ser, enfim, valorizados por um público atento à questão sustentável e ao consumo consciente em relação àquilo que encontra-se à venda. Movimento completamente ao contrário do que costuma alinhar-se, por exemplo, ao fast fashion – ou produtos feitos em grande escala, geralmente, sem qualidade.

Com programação gratuita, os eventos contam com ambientes agradáveis e propícios para esse tipo de negócio. Além dos expositores, oficinas, performances e pocket shows costumam tomar conta desses espaços, conferindo ainda mais significado às feiras.

Para você conhecer e ficar a par de todas os eventos, selecionamos 7 feiras itinerantes e fixas que têm dado o que falar e que merecem sua atenção já!

1. Fair&Sale (@fairesale)

feiras itinerantes

O evento conta com programação de oficinas e atrações musicais para toda a família

Localizada próxima ao Parque Ibirapuera, a Praça Cidade de Milão recebe, desde junho de 2018, edições mensais da Fair&Sale, a fim de promover empreendedorismo, cultura e preservação de espaços públicos da cidade – o evento já transitou por bairros como Moema e Pinheiros – por meio do incentivo à cultura feita à mão de neomarcas ligadas à moda, design, casa e decoração, beleza e bem-estar, pet, papelaria e botânica, além da gastronomia, com food bikes e food trucks, atrações musicais e programação recheada de oficinas.

Após edição especial de Carnaval, em fevereiro, o evento retorna com nova edição dedicada ao feito à mão, no dia 24/03 (domingo), das 10h às 17h, e programação cultural gratuita. Vão participar dessa 24ª edição 100 expositores e projetos criativos – 30 deles estreantes no evento – além de pocket shows, oficina de botânica e projetos sociais. Quem vamos?!

2. Mercado Manual (@redemanual)

feiras itinerantes

Mais de 7 mil pessoas foram prestigiar a edição de maio do Mercado Manual dedicado às mães

Com curadoria impecável e foco no consumo ético, as edições do Mercado Manual se firmam na cena cultural de São Paulo com os seus eventos que, desde o final de 2015, agregam valor e empoderam o trabalho autoral de cada artesão contemporâneo e de jovens empreendedores. Englobado pela Rede Manual, como nomeia-se a rede compreendida atualmente por cerca de 100 artesãos, o MM tem por trás um trio de sócias responsáveis por garantir credibilidade e dedicação a cada evento organizado, são elas: Daniela Scartezini, Karine Rossi e Patricia Toledo.

feiras itinerantes

Uma das atrações do Mercado Manual são as oficinas, fortalecendo a cultura feita à mão no Brasil

Aqui, a cultura feita à mão permeia toda a alma do negócio, dos expositores à visão individual de cada um dos 157 mil visitantes. O saldo cobre edições que já percorreram museus renomados, como o Instituto Inhotim, em Minas Gerais, a Pinacoteca do Estado de São Paulo e no Museu da Casa Brasileira, ambos na capital paulistana e referências na arte e no design nacional.

Com um leque diverso de expositores gastronômicos, o Mercado Manual aposta, sobretudo, em uma programação diversificada e com ares de festival, elemento responsável por tornar o evento ainda mais único e agitado. Palco de mais de 70 shows musicais autorais, o incentivo à qualidade permeada no feito à mão sustenta os pilares do MM, que, sem dúvidas, ganhará sua atenção (e o seu follow).

3. Mercado Buenos Artes (@mercadobuenosartes)

feiras itinerantes

A feira reune arte, moda, artesanato, design, música e gastronomia, promovendo a economia criativa

A caminho da 40ª edição, o Mercado Buenos Artes destaca-se pelo seu caráter social comprometido à união de artesãos e jovens empreendedores em uma rede que tem como premissa ocupar espaços públicos da cidade de São Paulo. Mari Pini, curadora do MBA, já levou a feira a locais como a Praça Villaboim e Parque Buenos Aires, em Higienópolis, Beco do Aprendiz, na Vila Madalena, e à Praça Dom José Gaspar, na República.

Cerca de 50 expositores de moda, beleza e bem estar, design, decoração e arte prometem se alinhar à gastronomia e às atrações musicais, de Paula Souto, com seu repertório musical elaborado especialmente para essa edição especial de Festa Junina, trazendo sambas, forrós, xotes e baiões para alegrar o evento durante todo o dia. Em conjunto com Paula, o MBA convida o multiartista Guilherme Multisambofônico, responsável por orquestrar sozinho diversos instrumentos em uma performance.

Com o mote “compre de quem faz”, o MBA desempenha papel multifacetado quando trata-se de levar propósito com sua feira itinerante, uma vez que o objetivo em integrar os atores locais – instituições culturais, comércio, moradores – e a população geral alinha-se à meta de levar o melhor do artesanato contemporâneo para venda no Mercado.

4. Feira Shop Oscar (@feirashoposcar)

feiras itinerantes

O ambiente é dominado por dezenas de expositores de moda, gastronomia e decoração, na Oscar Freire

Idealizada por Cristiana Prado e Isabella Martucci, a Feira Shop Oscar realiza série de eventos que reúnem expositores selecionados envoltos ao universo da moda autoral, do design brasileiro e do feito à mão. Decoração, vestuário, beleza, bem estar e gastronomia representam o leque de mais de 50 expositores que ocupam o nº 702 da Oscar Freire, em São Paulo. Parte do Coletivo Mescla, a feira ganha edição no restaurante A Figueira Rubaiyat nos dias 5, 6, 7 de abril, das 12h às 22h.  Fique atento!

Os organizadores prometem dezenas de marcas, entre elas empreendedores, que expandem a cultura do feito com amor, do produto mais exclusivo e da curadoria cuidadosa. E para melhorar as compras, uma experiência com o bar do A Figueira Rubaiyat com excelente carta de drinks, cervejas especiais e centenas de vinhos, ao som de blues ao vivo. Imperdível!

5. Selva (@curadoriaselva)

feiras itinerantes

Muitos amigos se reunem no local para comer, beber e conhecer novos produtos saudáveis e acessíveis

Com foco em apoiar a economia local e enaltecer o trabalho autoral de marcas independentes, a feira Selva Curadoria chega ao espaço Estrella Galicia Estação Rio Verde, em Pinheiros, no próximo 24/03 (domingo), com uma lista bacana de expositores ligados à moda, arte, bem estar, beleza, planta, gastronomia e música, fortalecendo o espírito colaborativo entre clientes e designers.

Cerca de 40 marcas independentes prometem ocupar o espaço com palestras, oficinas e meditação longarina.  Vai ter DJ de música brasileira, comidinhas, cerveja, flash tattoo, bate-papo, além de pet friendly. Tudo com experiência gratuita, das 13h às 19h.

6. Jardim Secreto (@jd_secreto)

feiras itinerantes

Um dos expositores da Feira é a Comensais (@comensaisfood), uma marca de comidinhas, petiscos e delícias em geral

Criado em 2013, o Jardim Secreto é um dos nomes mais fortes do cenário de eventos de produtos artesanais em São Paulo que possui como objetivo o estímulo ao consumo consciente e a troca saudável (e necessária) entre os frequentadores, responsáveis por encher as edições do evento na Praça Dom Orione, no Bixiga. Locais como o Studio Árvore, em Higienópolis, Casa Bartira, em Perdizes, e o Museu da Imagem e do Som (MIS), no Jardim Paulista, já serviram de espaço para o evento, idealizado por Claudia Kievel e Gladys Tchoport.

Com 80 expositores em sua rede, roupas, móveis, cosméticos, pães, queijos, velas e outros diversos itens, feitos à mãos por artesãos e pequenos produtores, compõem a lista presente ao longo da trajetória do JS. Em Julho de 2018 a Casa Jardim Secreto completou 1 ano, e de lá pra cá só fez crescer, com uma nova edição dia 23/03 (sábado) na Praça Dom Orione, em São Paulo reunindo uma seleção de 180 produtores locais. Fica a fica!

7. Feira Rosenbaum (@feiranarosenbaum)

feiras itinerantes

A Feira recebe desde comunidades criativas tradicionais do Brasil a artistas e designers contemporâneos

Idealizada a partir do desejo em fortalecer artistas e designers que, tempos atrás, não recebiam a mesma valorização após largarem grandes marcas e mergulharem no universo do trabalho autoral, Cristiane Rosenbaum, curadora de design, resolveu dar seguimento à sua insatisfação criando esse espaço de exposição e comercialização, hoje, chamado Feira na Rosenbaum.

A curadoria permeada por produtos de decoração, design e moda, visa oferecer ao público uma experiência única no consumo diretamente de quem faz, estimulando a sustentabilidade e um novo pensamento de consumo consciente. Com programação sempre atrativa, acompanhada de música em cenários abertos, a Feira se ressalta pelo reconhecimento e visibilidade conferida à identidade e alma brasileira, que ganham vida por meio das criações de comunidades criativas, artistas e designers do Brasil.

Fotos: ®Reprodução

O que você achou?