Nav icon
Renato Ratier
We TV

O Sopro Ousado e Multidisciplinar do Empresário Renato Ratier

Postado por What Else Mag / 24 April, 2018

Peculiar e requintado, Renato Ratier é dono de um império particular em São Paulo. Em entrevista, o DJ e empresário fala sobre seus projetos e envolvimento na moda, arte, música e gastronomia.

Renato Ratier é um dos empreendedores mais vanguardistas de São Paulo: uniu a música, gastronomia, cultura, arte e a moda em seus projetos. Dono do clube de música eletrônica e experimental D-Edge, ele também possui a marca de moda Ratier, que tem desfiles pela São Paulo Fashion Week e Casa de Criadores, além do restaurante Bossa, que também conta com estúdio de som, onde ele recebeu a equipe da What Else Mag.

Ratier é herdeiro de um clã de fazendeiros em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, lugar onde nasceu e cresceu cercado por esses elementos, que hoje ele tenta trazer para a metrópole paulistana. Ávido por novidades, ele já teve loja de discos, café, uma multimarcas, produziu fanzines e programas de rádio.

Um aquecimento até criar seu projeto modelo e referência no mundo, a casa noturna D-Edge, que revolucionou a noite paulistana virando ícone de vanguarda em empreendimentos do tipo. De lá pra cá os negócios se multiplicaram e Renato Ratier, além de empresário, atua como DJ pelos mais diversos festivais e clubes do mundo inteiro.

Hoje é tido como um dos nomes mais importantes da House Music no Brasil. Seus empreendimentos representam um universo estético de gosto refinado, tanto através do paladar em seu espaço que integra bar, restaurante e estúdio, passando pelo minimalismo de sua marca de moda, até a música com beats que agitam as casas noturnas do mundo todo.

Na entrevista, realmente intimista, concedida antes de um jantar onde o empresário recebeu convidados para apresentar a proposta de seu mais novo projeto, o D-Edge Festival, com 6 palcos, mais de 70 artistas e 24 horas de festa, Renato Ratier falou sobre sua relação com a diversa cena musical eletrônica, a gastronomia, a moda agênero e também seus sonhos e projetos futuros.

Foto: Lucca Vogel

O que você achou?