Nav icon
Lollapalooza Brasil 2019
Lifestyle

Os 07 Momentos Mais Marcantes do Festival Lollapalooza Brasil 2019

Postado por Alisson Prando / 15 April, 2019

Festival apostou em diversidade de estilos e na segurança e atendimento de seu público.

Aconteceu nos dias 4, 5 e 6 de abril a edição brasileira do maior festival do mundo, Lollpalooza Brasil 2019. Com atrações extremamente variadas, em três dias, o autódromo recebeu 246 mil pessoas (78 mil na sexta, 92 mil no sábado e 76 mil no domingo),  diferença considerável em relação ao ano passado, que teve ingressos esgotados em todo o fim de semana, com público acumulado de 300 mil. Com segurança reforçada e atendimento dinâmico, o evento produzido pela Time For Fun, Lollapalooza, ofereceu mimos ao público, e tentou prestigiar todos os gêneros musicais, do rap ao eletrônico, do rock à música brasileira. Nesse ano, o festival teve apoio de marcas como Bradesco, Adidas, Vivo, Doritos, Budweiser, Chevrolet, entre outras.

Aqui estão os 7 melhores momentos do festival, acompanhados pela What Else Mag:

ST. VINCENT

Lollapalooza Brasil 2019

Uma das artistas mais relevantes da atual cena de rock e eletrônico, St. Vincent fez show com visuais impecáveis e surrealistas, collant de latex e botas de cano alto pretas, e trocou de guitarra em absolutamente todas as músicas – pra quem não sabe, a artista foi a primeira mulher a criar guitarras especialmente para a ergonomia do corpo feminino. A set list do show foi baseada em seu disco premiado pelo Grammy, “Masseduction”. A apresentação foi meticulosa, contou com homenagens às pessoas queer e terminou com St. Vincent cantando acapella “New York”, sem antes de trocar a letra por trechos que remetiam à Rua Augusta em São Paulo.

TROYE SIVAN

Lollapalooza Brasil 2019

Com a difícil missão de se apresentar durante o dia, Troye Sivan fez um show recheado de hits: “Dance to this (feat. Ariana Grande)”, “1999 (feat. Charli XCX)”, “Bloom” e “Youth”. Seu show foi dançante, carismático e fez o cantor ficar emocionado diversas vezes no palco: “Queria que meus pais estivessem aqui para ver isso!”, ele disse perto do final de sua apresentação com sorriso de orelha a orelha. O público saiu satisfeito e com os pés cansados de tanto dançar.

YEARS & YEARS

Lollapalooza Brasil 2019

Encabeçado pelo ícone fashionista Olly Alexander, Years & Years apresentou show de “Palo Santo”, seu disco mais recente. A performance do artista contou com visuais incríveis que reforçavam o conceito futurista do álbum. No palco, Olly não parava de dançar por um segundo, e chegou a interagir com seu público, majoriatamente gay, dançando com uma bandeira do orgulho LGBT. Olly cantou hits como “Hallellujah”, “Worship” e terminou de forma apoteótica com “King”.

LETRUX

Lollapalooza Brasil 2019

O show mais politizado do festival aconteceu com a carioca Letrux (que se apresentou no 6º Popload Festival em 2018) , tudo porque Letícia Novaes, a vocalista da banda, firmou protestos a favor de Lula Livre e contra a organização do festival, que privilegiou artistas internacionais pela noite e artistas nacionais durante o dia. Letrux ainda falou sobre o preço alto dos ingressos, e o salário de R$ 50,00 por dia recebido pelos moradores de rua que estavam responsáveis pelas montagens e desmontagens de palcos e stands. A set list foi baseada no ótimo e premiado “Letrux em Noites de Climão”, que tem verve rockeira e poesias com métricas simples, mas universais.

ARCTIC MONKEYS

Lollapalooza Brasil 2019

Maior headliner do primeiro dia do Lollapalooza Brasil, Arctic Monkeys fez show baseado muito mais em seu “AM”, álbum de maior sucesso da banda, do que em “Tranquility Base Hotel & Casino” de verve mais instrospectiva, o que garantiu que o público dançasse em boa parte da apresentação dos britânicos. Os leds laterais do palco foram colocados em preto e branco, enquanto a iluminação central tinha uma dramaturgia em tons de amarelo, roxo e verde. Os pontos altos do show: a abertura com “Do I Wanna Know?” e “Why Do You Only Call Me When You’re High?”.

KENDRICK LAMAR

Lollapalooza Brasil 2019

O rapper norte-americano Kendrick Lamar foi um dos nomes mais aguardados do festival desde o anúncio oficial do line-up. Com repertório baseado em “DAMN”, o pupilo de Beyoncé, fez um show curto, confiante e frenético – foi o show responsável pelo encerramento do Lollapalooza. Kendrick parecia bastante confortável e por várias vezes, mudou a melodia e a velocidade de suas rimas afiadas. O show dele também contou com efeitos como fogos no palco. Um final memorável para um festival grandioso.

GRETA VAN FLEET

Lollapalooza Brasil 2019

Uma mistura de Led Zeppelin e Janis Joplin, os garotos da banda Greta Van Fleet foram uma grande surpresa do palco Budweiser. O show é baseado pelo único disco que os rapazes já lançaram, “Anthem of the Peaceful Army” (2018) e um dos dois EPs deles, “Black smoke rising” (2017). O figurino era composto por peças setentistas, mas o destaque mesmo do show eram os agudos e notas altas executadas pelo vocalista da banda. Talvez seja verdade que o rock respire agora com ajuda de aparelhos, mas se depender dos garotos da Greta Van Fleet o gênero ainda pode esperar por altas doses de adrenalina.

Curte festivais? Veja também nosso especial sobre os 30 anos do Coachella Festival 2019, um dos principais eventos musicais americanos, além de curtir essa playlist do Lolla 2019 e matar a saudades:

Fotos: ®Reprodução

O que você achou?