Nav icon
selfies
Radar

Vaidosos, Selfies Elevam a Procura dos Jovens por Cirurgia Plástica

Postado por Thássio Marcelo Aragão / 3 April, 2018

As selfies se popularizaram e têm feito com que diversas pessoas busquem a cirurgia plástica de forma a melhorar a aparência física. Mas, será que a imagem on-line é um bom parâmetro para a beleza?

Tomado pela surpresa da nova rinoplastia que a cantora e drag queen brasileira Pablo Vittar se submeteu no último mês, lanço luz sobre um tema recorrente na indústria midiática, conversas entre amigos e plataformas de sociabilidade na internet: o desejo que todos temos de melhorar nossa imagem por meio de procedimentos estéticos e cirúrgicos, em menor ou maior escala, a fim de atingir um padrão estético que muitas vezes serve para agradar o outro em vez de a si mesmo. Afinal, na era das “selfies” o corpo virou uma publicidade do estilo de vida que levamos, dos valores que carregamos e do meio social que desejamos ser inserido. Mas e os aspectos marcantes, como o nariz da Pabllo, que erradicamos em busca de uma padronização, não deveriam ser o traço da nossa experiência no mundo?

selfies

Pablo Vittar faz selfies e divulga em suas redes sociais o resultado da sua nova rinoplastia

As redes sociais propagaram a moda das selfies entre adultos, crianças, jovens ou mais velhos, borrando a linha que separa a pessoa do personagem. E esse tipo de autorretrato moderno, por sua vez, agrega ainda mais insatisfação quanto à aparência física – afinal, sempre tem algo que não gostamos em nosso corpo e gostaríamos de mudar. Isso, aliado à baixa autoestima, aceitação do grupo de amigos, padrões de beleza pelas principais marcas e propaganda ou simplesmente vaidade, estão fazendo com que pessoas cada vez mais jovens optem pela cirurgia plástica.

selfies

Bastidores de uma série de selfies que o pop star Justin Bieber fez durante suas férias no Havaí em 2015

Porém, é preciso evitar excessos e tomar muitos cuidados com algo que pode impactar uma vida inteira. Depois que as selfies viraram moda nas redes sociais, mudando nosso maneira de olhar e ser olhado, os consultórios médicos registraram aumento na procura pela cirurgia plástica. Isso porque muitos deles estão insatisfeitos com a imagem que veem on-line. No entanto, é preciso analisar que as selfies não são parâmetros de beleza, nem garantem “valor de verdade”, já que são feitas a um braço de distância do rosto, muitas vezes torta, com luz inadequada, enquadramento precário ou até mesmo tremendo.

“A primeira questão que os jovens precisam levar em consideração não é apenas a vontade de estarem com uma melhor aparência, e sim a necessidade disso”, afirma Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional de Cirurgia Plástica.

selfies

Famoso e vaidoso, o cantor Lucas Lucco compartilha com seguidores uma selfie mostrando o corpo em forma

O que há em particular neste grupo é a imaturidade, própria da idade, que pode atrapalhar na decisão. Desproporções na forma ou dimensão do nariz, por exemplo, podem ser transitórias ou supervalorizadas pelo jovem. Isso não quer dizer que a cirurgia plástica não possa ser feita em qualquer idade, afinal o incômodo e a não satisfação com o seu corpo também são uma questão de saúde. Mas, as pessoas que habitam as redes sociais e plataformas midiáticas de alto exposição costumam ter uma fragilidade quanto a visibilidade da autoimagem, por conta da dependência do olhar alheio ao se transformar um espetáculo de si.

Logo, o caminho mais seguro para garantir a imagem perfeito tem sido cada vez mais o da cirurgia plástica. Segundos os médicos do Centro Nacional de Cirurgia Plástica, é importante verificar alguns pequenos e simples processos antes de recorrer à cirurgia para resolver um problema estético: o paciente precisa ter certeza do que quer e demonstrar que quer fazer o procedimento, compreendendo, com maturidade, todo o seu processo – que envolve riscos, limitações, acompanhamento, recuperação, entre outros. Deve demonstrar também capacidade de realizar e cumprir os cuidados do pré-operatório, sem rebeldias, e ter paciência para aguardar os resultados desejados.

selfies

O antes e o depois da rinoplastia que o ator americano Ryan Gosling se submeteu

Da parte do médico, o profissional deve se certificar que não há exageros na “queixa” apresentada e verificar que o local/órgão em questão esteja totalmente desenvolvido. É importante também se certificar das habilidades médicas, buscando conselhos e depoimentos de pessoas que já realizaram algum procedimento com esse profissional.

Este é apenas um dos dilemas, já que também há um custo para se fazer a cirurgia. Como ter confiança em tal médico? Ou como pagar pela cirurgia? Existem muitas alternativas hoje em dia, como parcelamento do procedimento. E é por isso que cada vez mais pessoas conseguem realizar o sonho de ir em busca do corpo perfeito, mesmo que isso não signifique que foi com responsabilidade e maturidade. Tanto as selfies como as cirurgias plásticas mexem com a autoestima de qualquer um, contudo, o foco deve ser buscar sempre a boa saúde. Que na declaração da Pablo Vittar, foi o principal motivo da sua rinoplastia, ao corrigir um desvio de septo.

Fotos: ®Reprodução

O que você achou?