Nav icon
yaga festival
Lifestyle

Ode à Vanguarda: Conheça o Yaga Festival E Suas Grandes Atrações

Postado por Alisson Prando / 31 October, 2018

Primeira edição do Yaga Festival reúne grandes nomes da música experimental e eletrônica mundial, além de artistas emergentes visionários.

Nos dias 03 e 04 de novembro, São Paulo recebe o Yaga Festival, com uma série de atrações que prometem trazer a vanguarda de volta para o olhar público da cidade. Serão dois dias de festa com grandes nomes da cena de música experimental mundial, como Arca, SOPHIE, Onírica, Luisa Puterman, FKOFF1963 e outros.

O evento Yaga Festival já está com ingressos à venda e acontece na balada Love Story, no centro de São Paulo. O Festival tem site com detalhes do line-up e programação completa dos dois dias de festa. A What Else Mag traçou um perfil com as suas principais atrações. Vem ouvir!

SOPHIE

yaga festival

A escocesa SOPHIE é famosa por seu trabalho enquanto DJ e produtora. Tendo o Sound Design e a PC Music como suas principais vertentes, ela foi a responsável por introduzir sons eletrônicos em “Rebel Heart” de Madonna e o “Vroom Vroom” de Charli XCX. Completamente experimental, a artista utiliza Elektron Monomachine e Ableton Live para criar suas músicas, criando sons sintéticos inspirados por barulhos de látex, bolhas, balões, metais, plástico e elástico. Além de tudo isso, SOPHIE já fez parcerias com e Cashmere Cat.

Clique aqui para ouvir SOPHIE.

HEAVY BAILE

yaga festival

Inspirado por EDM e funk brasileiro, Heavy Baile é mais do que um projeto musical, mas um movimento estético encabeçado por Leo Justi, produtor musical que já cunhou parcerias com nomes como Skrillex e M.I.A. Carioca, e filho de pianistas, desde 2016, ele leva os seus sons acelerados de funk para o exterior. Para saber mais sobre o coletivo e seu fundador, confira nossa entrevista com Leo Justi nesse link.

Clique aqui para ouvir Heavy Baile.

ARCA

yaga festival

Fiel colaborador e escudeiro de ninguém menos que Björk, aos 28 anos, o venezuelano Alejandro Ghersi tornou-se Arca – um artista que explora sons eletrônicos e estética visual pós-humana em seus shows e videoclipes. Até então, Arca tem três discos que exploram sons minimalistas: “Xen” (2014), “Mutant” (2015) e “Arca” (2017). Ele produziu “Vulnicura” e “Utopia” de Björk, tendo recebido os seguintes elogios da Deusa da Música Experimental:  “Com certeza vi um grande músico nele e senti que ele entrou no meu mundo com tanta elegância e dignidade, e interpretou-o”.

Clique aqui para ouvir ARCA.

LINN DA QUEBRADA

yaga festival

A maior terrorista de gênero do Brasil, Linn da Quebrada, tem recebido elogios da crítica nacional e internacional, sendo reconhecida até mesmo por Angela Davis, importante teórica do feminismo negro norte-americano. Em sua trajetória enquanto artista e militante, Linn da Quebrada explora territórios de funk, performance art, rap e música eletrônica, ao lado de BadSista e Jup do Bairro. Seu trabalho tem sido importante para o hackeamento de arte e gênero no Brasil, pensando o corpo e a identidade sempre em devir.

Clique aqui para ouvir Linn da Quebrada.

ANGELA CARNEOSSO

yaga festival

A figura da anti-musa é a metáfora da pesquisa anarcodadaísta proposta por Laura Diaz, produtora, diretora e artista de São Paulo. Experimentando sonoridades do techno, acid e jazz, Angela Carneosso realiza performances memoráveis que versam sobre política, crise econômica e ética, além de representar uma verdadeira força pós-feminista. É ela a voz por trás do hit “Gasolina” do coletivo Teto Preto, responsável também pela festa Mamba Negra de São Paulo.

Clique aqui para ouvir Angela Carneosso.

Curte festivais como Yaga Festival? Aproveite que o mês está recheado e conheça as atrações que vão invadir o Popload Festival no próximo dia 15 de novembro, também em São Paulo.

Fotos: ®Reprodução